Agentes de Viagens e Influenciadores Digitais juntos pelo Turismo Brasileiro

Share Button

Em pesquisa inédita desenvolvida pela B4Tcomm, agentes reconhecem a força de blogueiros, Instagramers e YouTubers na promoção de destinos e serviços turísticos

Que as mídias sociais chegaram para alterar completamente tudo o que se sabia sobre marketing e vendas, não há dúvida. Todos (ou quase todos) estão online, compartilhando informações, fotos e vídeos sobre tudo, emitindo opiniões, construindo e destruindo reputações, revisitando completamente a noção de fama, alcance e, especialmente, nos fazendo querer entender melhor o que é o mundo dos influenciadores.

A B4TComm, agência de comunicação especializada em Turismo e Lifestyle, realizou, em parceria com a Panrotas, uma pesquisa com os profissionais do turismo brasileiro para entender melhor quem, de fato, cumpre o papel de influenciador no setor, e de que maneira acontece essa influência. Tal pesquisa, para além de saciar os curiosos e interessados no tema, tem um importante objetivo – orientar os profissionais do setor no momento do planejamento das ações de comunicação – ponderando aspectos que hoje são importantes e que, anteriormente, não eram necessariamente levados em consideração.

Nesta primeira parte do relatório de resultados, o foco são as respostas dos profissionais que atuam com o agenciamento de viagens. Foram coletadas 1258 respostas válidas e, deste total, 827 (65,6%) se identificaram como Agente de Viagens. Deste volume, 66% atuam em uma agência de viagem tradicional, 23% em uma operadora, 7% em uma OTA, 4% em consolidadora. Houve equilíbrio entre o papel dos respondentes – 47% eram proprietários e 45% funcionários ou consultores. Apenas 6% se identificaram como freelancers e 2% como estagiários.

Por meio de questão aberta, foi possível identificar que agentes de viagem têm perfis em diferentes redes sociais, porém lideram as menções o Facebook (91,3%) e o Instagram (88,8%). O terceiro colocado foi o LinkedIn, mas com uma grande diferença (44,7%). Foram mencionados também Tumblr, Pinterest, YouTube, Snapchat e outros que não são considerados redes sociais de amplo alcance. Solicitados a identificar a rede que mais usam (fig.1) , o Instagram foi o mais mencionado (57%), com quase o dobro das menções do Facebook (29,6%). Nesta questão, em que se aceitava apenas uma resposta, o LinkedIn segue em terceiro lugar, porém com apenas 7,6% das respostas e as demais redes, somadas, representam 6,1% do total.

Mais de dois terços (69,4%) dos entrevistados afirmou que interage com seus clientes via rede social, compartilhando notícias e dicas de viagem em seus perfis pessoais (fig. 2) . Dos profissionais entrevistados, somente 11% disseram que não compartilham informações nas redes (fig.3), o que nos permite afirmar que o uso das redes sociais para troca de informações é uma realidade inegável (53,2% compartilham com muita frequência e 34,8% compartilham com pouca frequência).

Naturalmente, agentes de viagem não consomem apenas informações sobre o universo profissional, e para se manterem atualizados sobre as notícias cotidianas, aquelas que chegam por meio de equipamentos conectados à internet representam o maior grupo – portais de notícias como UOL, Terra, G1, sites dos principais jornais impressos (como Folha de S. Paulo, O Globo), Instagram, Facebook, WhatsApp e Listas personalizadas de e-mail (newsletters). Entretanto, a mídia em formato tradicional também foi citada – jornais impressos, TV aberta e a cabo, revistas e rádio. Curiosamente, a distribuição entre as opções é mais uniforme, indicando que agentes de viagem brasileiros se informam naturalmente por diferentes canais, e simultaneamente.

Perguntados sobre as fontes de informação sobre seu trabalho no turismo, porém, as respostas indicam preferência por portais especializados, como é o caso do Panrotas, os newsletters especializados, os grandes portais e as redes sociais. Neste caso, os mais citados são Instagram e Facebook. Estas duas perguntas foram perguntas abertas, e cada profissional podia selecionar quantas alternativas entendesse adequado.

Na busca por entender como a decisão da viagem é influenciada, a pergunta aberta sobre o que mais influencia a escolha por destinos, os agentes de viagem indicaram que existe uma combinação entre preço, promoções, divulgação na grande mídia (jornais, revistas, novelas, filmes) e a influência de familiares, amigos e celebridades. O desejo de realizar uma viagem que algum amigo ou conhecido já fez também teve uma expressiva pontuação (fig 4).

Convidados a selecionar o fator que mais influencia a decisão, as alternativas promoções (26%) e preço (14,5%) indicam que aspectos econômicos pesam mais que os outros, porém posts de celebridades (14,8%), de amigos (12,7%) e essa vontade de fazer o que os amigos já fizeram (8%) que os aspectos da inspiração comportamental, mas a diferença é pequena – menos de 5% entre os totais agrupados (fig. 5).

O estudo da B4Tcomm aponta que a Influência Digital em Turismo está diretamente ligada à construção de reputação de um destino ou serviço turístico e que a utilização dos ditos influenciadores digitais (blogueiros, youtubers, instagramers, celebridades e outros) deve ser considerada em qualquer plano de marketing, seja ele direcionado ao cliente final (B2C) ou ao agente de viagens/operador turístico (B2B). O medo que incomodava os profissionais do trade há não muito tempo, quando o surgimento dos influenciadores em turismo despertou certo sentimento de competição comercial, já foi dominado. Não raro vemos as próprias agências e operadoras se utilizando desses canais para promover seus serviços personalizados, destinos representados ou inovações tecnológicas.

Mas vale lembrar que:

  1. Todo plano de comunicação precisa ser de longo prazo
  2. Informação completa garante mais engajamento e compartilhamento
  3. Redes sociais não dispensam os outros canais de informação
  4. Construir reputação leva tempo
  5. Um mesmo plano de comunicação não serve para duas empresas

Mais sobre Assessoria de Imprensa

Os primeiros 100 dias da nova B4Tcomm Hoje, 14 de novembro, completamos nossos primeiros 100 dias na #novaB4T . Foi no dia 07 de agosto, uma segunda-feira, que começamos nossa nova históri...
“Viagens que Transformam” é o tema do próximo DEB4... Autor do livro “Minha Vida, Meu Caminho - Santiago de Compostela" é o convidado do evento. Sabe aquela viagem que traz um novo significado para sua vi...
Travel Lifestyle Network se encontra em São Paulo As agências de RP que fazem parte da TLN , rede internacional de agências de comunicação independentes e líderes de segmento, fundada para trabalhar s...